Por dentro. De dentro.

Por dentro. De dentro.

11 de Novembro, 2021 0 Por Rita Leston

É este o teu poder: tocares-me sem sequer me tocares. Teres a capacidade de me arrepiar ao longe. De me inebriar com um abraço. De me desinquietar quando me olhas com um sorriso. De me leres a alma quando me olhas nos olhos. De me desassossegar só por te tocar. De me sossegar só por te ouvir.

De fazeres com que a minha vontade acorde só por te saber. Com que a minha mente vagueie só por te conhecer. Com que o meu sonho desperte só por te querer.

Tocas-me sem me tocar.
Por dentro. De dentro.
Tocas-me sem me tocar.
Ao longe. Que é perto.

Rita Leston. E Então?