Quando.

Quando.

12 de Outubro, 2021 0 Por Rita Leston

Quando não há razões. Quando não há explicações. Quando nem se sabe exactamente o porquê. Quando não é lógico, nem acertado. Quando não é racional, nem pensado.

Quando é e pronto. Sem vastas explicações ou razões complicadas. Quando é intuído. Quando sem saber, sabe-se. Quando se quer. Quando se quer ainda mais um pouco. Quando o muito nunca chega. Quando do pouco se aproveita muito.

Quando.

Rita Leston. E Então?