A saudade tem hora marcada

A saudade tem hora marcada

27 de Maio, 2021 0 Por Rita Leston

E é esta a hora certa. O barulho foge e o silêncio impõe-se. O frio da noite instala-se na ausência. A mente acorda enquanto o corpo entorpece. Os olhos fecham-se e o sorriso já não precisa de estar. O abraço que não aquece e o vazio que não adormece.

E é esta a hora certa. A saudade entra. Não bate à porta, não pede licença para entrar, faz-se de convidada como se da sua casa se tratasse. A saudade sabe onde mora. Sabe que a casa é sua. Sabe de cor o caminho para aqui chegar. Impõe a sua presença mesmo quando é convidada a sair.

E é esta a hora certa: porque a saudade tem hora certa para chegar, mas nunca se sabe quando se decide ausentar.

Rita Leston. E Então?